Programa de swap cambial tem ajudado mercado a enfrentar volatilidade, diz diretor do BC

O programa de intervenção no mercado de câmbio do Banco Central, com a oferta diária de swap cambial, tem funcionado conforme o esperado e ajudado o mercado local a enfrentar a volatilidade, disse nesta terça-feira o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton Araújo.

REUTERS

18 de novembro de 2014 | 17h20

Ele, contudo, evitou fazer projeções sobre a tendência para a taxa de câmbio e reforçou que o câmbio no país é flutuante.

O programa de intervenção diária no câmbio foi iniciado em agosto do ano passado. Atualmente, o BC tem ofertado 4 mil swaps cambiais por dia, que equivalem a venda futuro de dólares, além de rolar os lotes que vencem no início de cada mês.

"Tem funcionado como esperado e tem ajudado os mercados domésticos a se ajustarem a esse cenário de transição que vemos doméstica e externamente", disse Carlos Hamilton, após apresentação em evento realizado em Florianópolis.

Sobre as recente alta do dólar, o diretor do BC reforçou que o câmbio é flutuante e não deu projeções.

"Os mercados têm estado mais voláteis recentemente. Nós não fazemos projeção pra taxa de câmbio. Eu não saberia dizer se vai continuar subindo ou se vai cair ou se vai ficar nesse patamar", disse.

(Reportagem de Alonso Soto)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENCHSWAPS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.