Programas sociais farão PIB crescer 3,5%, diz Planejamento

O chefe da assessoria econômica do Ministério do Planejamento, José Carlos Miranda, disse hoje que o PIB crescerá 3,5% em 2004 com as transferências de renda em programas sociais calculadas por ele em R$ 5,5 bilhões no próximo ano. O valor das transferências de renda este ano foi de R$ 4,3 bilhões. Segundo as simulações que ele fez, haverá um crescimento de 18% na cadeia produtiva do trigo; 13% de aumento na cadeia de aves e derivados; e 7% de crescimento no consumo de remédios. Miranda afirmou que não há plano B na economia "porque o Plano A dará certo". De acordo com ele, a retomada de crescimento virá pelo Plano Plurianual.

Agencia Estado,

25 Julho 2003 | 16h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.