Projeção de crescimento do Reino Unido entre 1% e 1,5% em 2010 é mantida

Ministro de finanças informa que a estimativa para 2011, no entanto, foi reduzida para crescimento entre 3% e 3,5%

Danielle Chaves, da Agência Estado,

24 de março de 2010 | 11h09

O ministro de Finanças do Reino Unido, Alistair Darling, usou o anúncio sobre o orçamento britânico para reduzir a projeção para crescimento em 2011 e, ao mesmo tempo, cortar as estimativas para empréstimos nos próximos anos.

 

O ministro afirmou que manteve a projeção para crescimento da economia em 2010 entre 1% e 1,5%. No entanto, a estimativa para 2011 foi reduzida para crescimento entre 3% e 3,5%, em relação à previsão anterior de entre 3,25% e 3,75%. Em 2012, o crescimento deverá ficar entre 3,25% e 3,75%.

 

Segundo Darling, os empréstimos do governo serão menores do que o previsto em cada ano financeiro a partir de 2009, que termina em abril deste ano. Os empréstimos no ano 2009/2010 serão de 167 bilhões de libras e cairão para 163 bilhões de libras em 2010/11 e para 131 bilhões de libras em 2011/12.

 

No ano financeiro 2012/13, os empréstimos líquidos vão diminuir para 110 bilhões de libras, depois para 89 bilhões de libras em 2013/14 e para 74 bilhões de libras em 2014/15. "Isso significa que a dívida será 100 bilhões de libras menor em 2013/14 do que o previsto no orçamento do ano passado", disse Darling. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.