Projeção de inflação tem 1ª alta em nove semanas

As instituições financeiras ouvidas em pesquisa semanal do Banco Central (BC) elevaram suas projeções de Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2005 de 5,50% para 5,52%. Foi a primeira alta registrada no levantamento do BC depois de nove semanas consecutivas de estabilidade em 5,50%.A mudança de projeção ocorreu justamente após a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada na última quinta-feira, ter alertado sobre os riscos de aumento das previsões de inflação para o próximo ano. Na visão de alguns analistas de mercado, o aumento das projeções poderá indicar a possibilidade de o Copom se ver obrigado a subir os juros já na reunião de setembro.Para 2004, as projeções de IPCA contidas na pesquisa saltaram de 7,19% para 7,25%, ficando mais próximas do teto de 8% da meta de inflação do corrente ano. As estimativas para o IPCA em 12 meses à frente subiram, na mesma pesquisa, dos 6,25% da semana passada para 6,27%. As previsões para o mês em curso foram elevadas de 0,60% para 0,61% e as estimativas para setembro próximo subiram de 0,56% para 0,60%, ficando num patamar próximo ao da inflação estimada para este mês.Preços administrados A pesquisa ainda registrou um aumento das estimativas de reajuste dos preços administrados para este ano de 8,39% para 8,40%. Para 2005, as previsões de aumento dos preços administrados passou de 6,65% para 6,75%. As elevações ocorreram depois de uma semana em que o preço do petróleo no mercado internacional registrou uma tendência de queda. As reduções no entanto não foram suficiente para trazer estes preços uma faixa inferior aos US$ 40,00 por barril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.