Projeção do BC para inflação é de 4,6% no próximo ano

O Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje pelo Banco Central, conta com uma inflação mais alta em 2010 pelo cenário de referência, mas ainda muito próxima do centro da meta de 4,5% definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Pelas estimativas do BC, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do próximo ano deve ser de 4,6%, e não mais de 4,4%, conforme previa a autoridade monetária no relatório divulgado em setembro deste ano. Ainda no cenário de referência, a expectativa do BC é de que o IPCA apresente alta de 4,3% este ano, uma revisão em alta ante a previsão anterior que era de 4,2%. O cenário de referência, que pressupõe variáveis estáveis no período, considera uma taxa de câmbio de R$ 1,75 por dólar e taxa Selic (juro básico da economia) a 8,75% ao ano.

CÉLIA FROUFE E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

22 de dezembro de 2009 | 09h49

Em relação a 2011, as estimativas do Banco Central continuam bem comportadas, levando-se em conta a meta de inflação do período. Pelos cálculos da autoridade monetária, a taxa também deve ser de 4,6%.

Cenário de mercado

O BC divulgou hoje também uma projeção maior para a inflação do próximo ano, agora pelo cenário de mercado, do que aguardava em setembro. Por este cenário, a estimativa do BC para o IPCA de 2010 passou de 4,4%, há três meses, para 4,5% agora, exatamente no centro da meta de inflação para o período. Para 2011, o relatório prevê IPCA de 4,3% e, para este ano, a expectativa da autoridade monetária passou de 4,2% para 4,3%.

O cenário de mercado leva em conta as mudanças das expectativas dos agentes financeiros informadas por meio da pesquisa semanal Focus. Para o último trimestre de 2009, as projeções para a taxa de câmbio média caíram em relação a setembro de R$ 1,82 para R$ 1,73 e, para o último trimestre de 2010, de R$ 1,85 para R$ 1,75. Em relação ao quarto trimestre de 2011, as projeções para o dólar estão em R$ 1,80. No caso dos preços administrados, o mercado pressupõe, de acordo com o BC, variações de 4,5%, 4,0% e 4,1% para este ano, 2010 e 2011, respectivamente.

Para a Selic média, as estimativas deslocaram-se de 8,75% para 8,67% ao ano no último trimestre deste ano. Para o final de 2010, as projeções subiram de 9,08% para 10,58% ao ano. Para o quarto trimestre de 2011, os analistas projetam taxa Selic média de 10,81% ao ano.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPCArelatórioBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.