Projeção do mercado para IPCA de 2005 cai para 5,50%

As projeções de mercado para o IPCA de 2005 voltaram a cair na pesquisa Focus divulgada hoje pelo Banco Central (BC), e passaram de 5,54% para 5,50%. Essa é a 12ª queda consecutiva das projeções, que já se aproximam da meta de 5,1% perseguida pelo Copom. Há quatro semanas, a previsão para o IPCA de 2005 estava em 5,72%. Para 2006, as projeções de IPCA foram mantidas em 5,0%. Além disso, houve uma queda nas projeções do IPCA acumulado nos próximos 12 meses, que recuaram 4,90% para 4,80%. As expectativas de IPCA para este ano das instituições Top 5, as cinco que apresentam maior índice de acerto em suas previsões macroeconômicas, foram mantidas em 5,57% no cenário de médio prazo. A Focus também registrou ligeira queda nas estimativas para o IPCA de agosto, que passaram de 0,37% para 0,35%. Há quatro semanas, essa projeção estava em 0,40%. Para o IPCA de julho, que ainda não foi divulgado, as projeções caíram de 0,29% para 0,27%.JurosO mercado continua apostando na manutenção da taxa Selic em agosto. As projeções de mercado para a taxa de juros no próximo mês ficaram estáveis em 19,75% na pesquisa do BC. Para o fim deste ano, as projeções subiram de 17,88% para 18%. As previsões de taxa média de juros para este ano mantiveram-se estáveis em 19,08%. As estimativas de juros para o fim de 2006 permaneceram estáveis em 15,75%. As expectativas de taxa média de juros para o próximo ano também ficaram estáveis em 16,50%.CâmbioAs expectativas de taxa de câmbio para o fim do ano caíram de R$ 2,55 para R$ 2,51. Há quatro semanas, elas estavam em R$ 2,60. As projeções de mercado para a taxa de câmbio no fim de agosto ficaram estáveis em R$ 2,40. Há quatro semanas, estas projeções estavam em R$ 2,44. As previsões de câmbio para o fim de 2006 permaneceram em R$ 2,75. As estimativas para taxa de câmbio média em 2005 caíram de R$ 2,52 para R$ 2,51. As projeções de taxa de câmbio média para 2006 recuaram de R$ 2,70 para R$ 2,68.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2005 | 10h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.