Projeto da Usiminas com Nippon Steel está indefinido

O grupo siderúrgico japonês Nippon Steel informou ontem que os detalhes do projeto de construção de uma nova usina do grupo Usiminas no Brasil ainda não estão decididos. De acordo com informações publicadas na segunda-feira pelo jornal japonês Nikkei, a Nippon Steel teria decidido que a usina ficaria em Cubatão (SP) - onde está localizada a Cosipa, que também faz parte do grupo Usiminas. Além disso, segundo o jornal, a Nippon Steel entraria no projeto em sociedade com a Usiminas, sendo majoritária em uma joint venture. A Nippon Steel já é a maior acionista da Usiminas, com 24,7% de participação.A nova usina da Usiminas foi anunciada em 2006, inicialmente em parceria com a Vale. Posteriormente, a Vale saiu do projeto e a Usiminas começou a buscar parceiros para a construção. No início do ano passado, porém, o presidente da Usiminas, Rinaldo Campos Soares, disse que ter um parceiro não era mais uma condição essencial para o projeto sair do papel. Mas, de acordo com a informação do jornal Nikkei, esse parceiro seria a própria Nippon Steel.A localização do projeto em Cubatão, embora não tenha sido confirmada pelo grupo japonês, também já havia sido cogitada. Segundo Soares, a "primeira opção" para a usina era construí-la ao lado da Cosipa. A nova usina exigirá investimentos de cerca de US$ 3 bilhões e terá capacidade de produção anual de 3 milhões de toneladas de placas, principalmente para exportação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.