Projeto de privatização da Air France está quase pronto

O governo francês aumenta a pressão sobre os sindicatos da Air France Group, afirmando que lançará a privatização da companhia aérea nas próximas semanas. Gilles de Robien, ministro dos Transportes da França, disse que um projeto de lei será apresentado em breve ao Parlamento para iniciar o processo de privatização da companhia, apesar de forte oposição por parte de alguns sindicatos. A Air France é considerada como uma das candidatas mais fáceis de ser privatizada, já que conseguiu amenizar a severa crise no setor aéreo e demonstrar um melhor desempenho em relação à outras empresas.Contudo, a greve dos pilotos que durou quatro dias provocou um prejuízo estimado de 60 milhões de euros (US$ 58,3 milhões) a 90 milhões de euros (US$ 87,5 milhões), pressionando as ações da companhia. Agora, os sindicatos estão planejando outra greve para esta semana, ameaçando interromper o processo de privatização. O ministro Robien disse que o governo ainda não tomou uma decisão final sobre a quantia exata de ações que será vendida pelo governo, como parte da privatização. Contudo, quando questionado se o governo ficará com uma participação de 20% a 25%, ele disse: "provavelmente". Em abril, o governo francês controlava 54% da Air France. Os pilotos possuem cerca de 8% da companhia. No geral, os funcionários detém 13%. Os sindicatos optaram por fazer uma greve amanhã, apesar de a cerimônia de 1 ano relativa a 11 de setembro nos EUA coincidir com a reunião da administração com representantes dos trabalhadores.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2002 | 10h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.