Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Projeto está em área onde seria 'Disney de Paulínia'

A instalação da nova fábrica da LG em Paulínia (SP) esbarra em um impasse político. O terreno doado para a empresa coreana está dentro de uma área que foi desapropriada pelo prefeito anterior, Edson Moura (PMDB), para a construção de um complexo turístico na região, inspirado nos parques da Disney. A área da LG fica no espaço onde seria construído um zoológico.

O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2011 | 03h06

A administração atual da cidade mudou o destino da área. "O parque estava no campo das ideias. Achamos que a instalação de uma fábrica que trouxesse desenvolvimento econômico seria melhor para a cidade", disse o secretário de Planejamento de Paulínia, Esdras Pavan.

Mas o ex-prefeito é pré-candidato às eleições. "Se eu for eleito, não permitirei que a LG se instale nessa área. Há embasamento jurídico para isso. Se ela vier, terá prejuízo", disse Moura.

Ele ressalta que a empresa é bem-vinda na cidade, mas apenas se aceitar erguer a fábrica no Polo Tecnológico, onde ficam as demais indústrias. Segundo a Prefeitura, não havia terreno disponível, nas condições solicitadas pela LG, para instalar a unidade na área industrial.

O projeto do parque temático foi desenhado por Moura em 1993, quando foi prefeito de Paulínia pela primeira vez - ele também administrou a cidade entre 2000 e 2008. A ideia era transformar a cidade em polo de turismo, uma espécia de Hollywood brasileira, para reduzir a dependência econômica dos recursos da Replan. Parte do projeto chegou a ser executada, como a criação de um teatro municipal e do polo de cinema da cidade. O parque temático seria adjacente a esses empreendimentos / M.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.