Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Projeto inicial previa produção de poucas unidades

Os minicarros da Obvio! estão sendo desenvolvidos desde 2001 e passaram por várias alterações. O projeto inicial era de baixa produção, quase que artesanal. Em 2005, o advogado e criador do produto, Ricardo Machado, fez parceria com o grupo americano ZAP (Zero Air Polution), fabricante de veículos elétricos da Califórnia, que injetou US$ 700 milhões no negócio, que teve de ser reformulado. A ZAP encomendou 50 mil unidades dos modelos 828 e 012, que terão motores tricombustível (rodam com gasolina, álcool ou gás) e ainda versão movida a eletricidade. Mais 70 mil estão sendo negociados com grupos da Europa. Outros 10 mil devem seguir para o Japão e 20 mil para a China, em kits de peças que serão montadas no país. O minicarro mede 1,65 metro e tem capacidade para 3 passageiros. Está sendo tratado nos EUA como "carro verde" por emitir pouca ou nenhuma poluição. A fábrica está instalada em Xerém (RJ), no prédio da antiga Fábrica Nacional de Motores (FNM), da Fiat, alugado pela Prefeitura e cedido à Obvio!.

O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2031 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.