Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Projeto para ampliar consignado a aposentados e pensionistas sai até terça, diz secretário de Guedes

Projeto de lei que amplia parcela da aposentadoria ou pensão que pode ser comprometida em empréstimo consignado está quase pronto

Anne Warth e Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2020 | 11h35

BRASÍLIA - O secretário especial do Trabalho e Previdência, Bruno Bianco, disse nesta segunda-feira, 16, que o governo finaliza entre até e terça, 17, o projeto de lei para ampliar a parcela da aposentadoria ou pensão que pode ser comprometida em empréstimo consignado. Hoje, essa margem é de 30% em caso de empréstimo e 5% para cartão de crédito.

A proposição em torno da redução do teto dos juros do empréstimo consignado, bem como a ampliação do prazo máximo das operações, também será feita nesta terça, em reunião extraordinária do Conselho Nacional da Previdência Social, a ser realizada por videoconferência. "Amanhã provavelmente a gente já proponha e já tenha a redução do teto do juro do consignado e também a ampliação do prazo para os aposentados do INSS e também os pensionistas", disse. As medidas foram anunciadas na última quinta-feira.

Segundo ele, os novos patamares de juros e o prazo do consignado devem ser definidos ainda hoje, pela manhã. Para Bianco, a medida que aumenta a margem do consignado não é arriscada. "O empréstimos consignado tem uma taxa de inadimplência muito pequena, até porque ele é consignado no próprio salário do aposentado e pensionista", disse. "Isso vai permitir que ele não se endivide com outros juros maiores. A gente faz com que ele possa tomar empréstimos a juros mais baixos."

Bianco disse ainda que "outras medidas durante o dia a gente vai falando"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.