Promotoria tem mais acusações contra ex-presidente da Livedoor

A Promotoria de Tóquio apresentou, nesta terça-feira, novas acusações contra o ex-presidente da Livedoor, Takafumi Horie, e outros quatro de seus ex-diretores por falsificar as contas financeiras desse grupo da internet correspondentes ao ano de 2004.Os cinco executivos e a própria empresa são acusados de inflar os números financeiros da companhia para maquiar as perdas de 300 milhões de ienes (US$ 2,5 milhões) e fingir lucros de mais de 5 bilhões de ienes (US$ 42,3 milhões).Além de Horie, estão presos Ryoji Miyauchi, que foi chefe financeiro da Livedoor; Fumito Okamoto, ex-diretor e presidente comercial; Osanari Nakamura, presidente da Livedoor Finance, e Fumito Kumagai, diretor representante da empresa.Segundo a Promotoria, o lucro sobre os títulos da Livedoor era canalizado à própria companhia através de acordos de intercâmbio de ações utilizando alianças de investimento e contas no exterior.Estas novas acusações acontecem um dia depois que a direção da Bolsa de Tóquio decidiu suspender a cotação das ações da Livedoor, punição que será efetiva a partir de 14 de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.