coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Proposta da VarigLog é válida, mesmo sem anuência da Anac

A eventual formalização da proposta de compra da Varig pela empresa Volo do Brasil - que adquiriu em janeiro passado a VarigLog - não fica inválida caso a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) ainda não tenha dado resposta sobre o pedido de homologação pela Anac da compra da VarigLog. "O leilão da Varig não está condicionado à anuência da compra da VarigLog, são processos diferentes e separados", afirmou o diretor geral da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi.Ele informou que a Volo do Brasil entregou hoje mais alguns documentos que estão sendo exigidos pela agência reguladora para analisar a operação. Com isso, ainda não foi homologada a transferência das ações da ex-subsidiária da Varig para a Volo pela Anac.Apesar das explicações de Zuanazzi, há incertezas sobre a interferência de um caso no outro já que existe uma denúncia apresentada pelo Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea) de que o fundo norte-americano Matlin Patterson, que integra o consórcio empresarial que criou a Volo, teria uma participação acionária superior a 20%. A Constituição brasileira veda a estrangeiros uma participação maior que esse limite em empresas aéreas brasileiras.PropostaA VarigLog apresentou à 8ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, na noite de terça-feira - um dia após a homologação do lance feito pelo Trabalhadores do Grupo Varig (TGV) - uma proposta de investimento de US$ 500 milhões pela operação integral da ex-controladora.A oferta, no entanto, só será efetivada caso o TGV não deposite até sexta-feira o sinal de US$ 75 milhões, do total de US$ 449 milhões do lance feito no leilão do último dia 8. Porém, na última quarta-feira, o coordenador do grupo, Márcio Marsillac, admitiu a possibilidade do montante não ser levantando até o prazo determinado pela Justiça. Entretanto, o coordenador da TGV disse que continua negociando a obtenção de recursos com três grupos.Caso a organização de funcionários da Varig não consiga os recursos até sexta, a proposta da VarigLog inclui um depósito imediato de US$ 20 milhões para atender à situação emergencial da companhia. Como contrapartida, teria uma garantia de que assumirá as operações da ex-controladora, relata uma fonte da VarigLog.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.