Aris Messinis/Reuters
Aris Messinis/Reuters

Proposta de ajuste da Grécia não vai funcionar, diz ministro alemão

Wolfgang Schaeuble, ministro de Finanças, destacou que o governo grego destruiu completamente a confiança; na próxima semana, primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, deve se reunir com a chanceler alemã, Angela Merkel, para tratar sobre a crise grega

O Estado de S. Paulo

16 de março de 2015 | 14h38

O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, afirmou nesta segunda-feira que as propostas de ajuste da Grécia não vão funcionar. Em um evento em Berlim, ele destacou que o governo grego destruiu completamente a confiança e está mentindo ao gregos.

"Enquanto os gregos não perceberem a sua situação real, não haverá qualquer solução que coloque o país em uma condição melhor", disse Schaeuble.


Os comentários foram feitos após semanas de negociações entre a Grécia e seus credores internacionais sobre um novo auxílio financeiro para o país. As conversas têm sido tensas, com autoridades da zona do euro pedindo a Atenas para apresentar propostas viáveis de reforma econômica, condição necessária para a liberação de uma ajuda adicional de 240 bilhões de euros.

Berlim tem dito que deseja manter a Grécia na zona do euro, mas agora depende de Atenas honrar os compromissos assumidos em troca do resgate. Schaeuble tem estado no centro de vários conflitos com os gregos, que o acusaram de tentar prejudicar a Grécia.

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, deve se reunir com a chanceler alemã, Angela Merkel, em Berlim na próxima segunda-feira. As conversas deverão girar em torno dos problemas financeiros da Grécia e das demandas por parte de Atenas de reparações de guerra devido às atrocidades cometidas pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.