Prorrogado cadastramento de celular pré-pago

O governo de São Paulo prorrogou por mais 60 dias o prazo para o recadastramento de telefones celulares pré-pagos, que terminaria neste domingo. A decisão foi tomada porque apenas 60% do total desses aparelhos existentes em todo o Estado foram recadastrados. O representante do governo paulista que está cuida do recadastramento, Felipe Soutello, disse que, encerrado o novo prazo, os usuários que não cumprirem a lei terão o aparelho bloqueado e pagarão uma multa de R$ 180. Ele pediu às pessoas para que procurem imediatamente as operadoras ou acessem a Internet para efetuar o recadastramento. Bastará ao interessado informar o nome completo, o endereço e os números da Carteira de Identidade e do CPF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.