Osman Orsal/Reuters - 06/10/2009
Osman Orsal/Reuters - 06/10/2009

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Protesto contra assembleia do FMI deixa um morto na Turquia

Cerca de cem pessoas são detidas nos confrontos entre a polícia e manifestantes nas ruas de Istambul

Efe,

06 de outubro de 2009 | 14h21

Uma pessoa morreu e cerca de cem foram detidas nos confrontos entre a Polícia e manifestantes que protestavam contra a realização da assembleia anual conjunta do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM) em Istambul, nesta terça-feira, 6.

 

Veja também:

linkPolicia turca enfrenta protesto contra reunião do FMI 

 

A rede de TV "Habertürk" informou que o morto, identificado como Ishak Kavlo, sofreu um ataque cardíaco quando a Polícia lançou bombas de gás lacrimogêneo em uma rua usada pelos participantes da passeata. Uma ambulância chegou a socorrer a vítima, um homem de 55 anos, mas este morreu pouco tempo depois.

 

Ainda segundo a "Habertürk", cerca de cem pessoas foram detidas durante os protestos. Mas a emissora "CNN-Türk" reduziu este número para 78.

 

Às 10h (4h de Brasília) desta terça-feira, representantes de sindicatos e partidos de esquerda se reuniram em diversos pontos do distrito de Beyoglu. Ao todo, aproximadamente mil pessoas caminharam até a praça de Taksim, no centro da cidade. Do local, os manifestantes pretendiam chegar ao lugar em que acontecem as reuniões do FMI e do BM.

 

Para impedir que isso acontecesse, a Polícia usou jatos d'água e bombas de gás lacrimogêneo. Logo em seguida, segundo imagens da TV turca, começaram os confrontos entre policiais e manifestantes. Alguns participantes do protesto reagiram à ação da Polícia jogando coquetéis molotov e pedras contra os agentes e algumas lojas e pontos de ônibus.

Tudo o que sabemos sobre:
FMIprotestoTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.