Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Protesto contra preço do combustível paralisa ônibus em Sorocaba

Previsão é de que os ônibus voltem a circular depois das 10 horas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2018 | 08h48

SOROCABA - Os terminais de transporte coletivo de Sorocaba, interior de São Paulo, amanheceram vazios, nesta quarta-feira, 30. Uma greve convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região paralisou totalmente a frota. Conforme o sindicato, a paralisação é pela redução nos preços dos combustíveis, incluindo o gás de cozinha, e afeta também o transporte intermunicipal. A previsão é de que os ônibus voltem a circular depois das 10 horas.

A cidade já estava com o transporte reduzido em decorrência da greve dos caminhoneiros. Cerca de 180 mil usuários foram afetados. Numa antecipação do feriado de Corpus Christi, nesta quinta-feira, 31, os passageiros também não foram aos pontos de ônibus, preferindo ficar em casa. Muitas pessoas estão sem combustível até para ir ao trabalho. O transporte intermunicipal também parou em Votorantim, Itapetininga e São Roque, afetando usuários de 25 cidades da região.

+++ Em apoio à greve dos caminhoneiros, petroleiros iniciam paralisação na madrugada desta quarta-feira

Mais conteúdo sobre:
ônibus combustível Sorocaba [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.