Protesto na Unctad contra preço do café terá 4 mulas

Quatro mulas carregadas de sacos de café serão usada em um protesto contra a queda dos preços dessa commodity no mercado internacional, durante a sessão de hoje da XI Assembléia da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad). A manifestação deverá ser realizada por volta do meio-dia. Três produtores (Brasil, Honduras e Haití) decidiram protestar contra a depreciação de quase 50% dos preços do café nos últimos sete anos e vão "exigir uma solução" para o que a Oxfam International (uma ONG), a Central Única do Trabalhadores (CUT) e a Contag estão chamando de "grave crise", que fez com que, de acordo com essas organizações, 25 milhões de produtores estejam atravessando duros problemas econômicos que ameaçam as pequenas exportações familiares de todo o mundo. De acordo com Amy Barry, membro da Oxfam International, a Unctad poderia discutir esse problema e, dessa forma, conseguir propostas para uma solução. "Acredito que os governos dos países membros da Unctad, os organismos multilaterais de financiamento e as grandes multinacionais poderiam encontrar uma solução, como a de controlar melhor o mercado", disse Amy à Agência Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.