Proximidade de rodovias é vital para escolha

Empresas se instalam em lugares que permitam fácil acesso a outras regiões do Estado de SP

O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2012 | 02h09

Fernanda de Vasconcelos Perdão, diretora financeira da Mactra, fabricante de impermeabilizantes, testemunhou o avanço das indústrias para o interior de São Paulo em municípios com localização considerada "estratégica".

Vinte anos atrás, quando seu pai, fundador da companhia, decidiu instalar a fábrica de impermeabilizantes em Itatiba - cidade hoje com 100 mil habitantes, a 100 quilômetros de São Paulo, mesma distância do litoral norte e a 20 quilômetros da Rodovia dos Bandeirantes -, existiam poucas indústrias na região. Atualmente, outras empresas repetem a fórmula usada pelo fundador da Mactra: estar perto das principais rodovias.

"De uns anos para cá vieram indústrias grandes para a vizinhança", diz a empresária. Com a chegada de novas indústrias, ela conta que está mais difícil recrutar mão de obra, especialmente de nível gerencial. "Temos de pegar pessoal de fora."

A logística também foi o fator decisivo para a coreana Hyundai investir US$ 700 milhões numa fábrica em Piracicaba, que foi inaugurada oficialmente no início do mês. "Piracicaba foi escolhida pela proximidade com grandes cidades do Estado, como São Paulo e Campinas, corredores de acesso eficientes até o Porto de Santos e aeroporto próximo", relata o gerente Relações Públicas e Imprensa, Maurício Jordão.

Ele destaca também que a mão de obra qualificada, a proximidade de importantes universidades, tanto em Piracicaba como em Campinas e região, e o parque de fornecedores já instalado foram fatores importantes para determinar a localização da empresa. A fábrica de Piracicaba vai produzir 150 mil carros por ano do modelo HB20, destinado ao mercado interno.

Outra montadora asiática, a Toyota, reforçou a sua aposta no interior paulista. Com fábrica em Indaiatuba desde 1998, onde produz o Corolla, a empresa desembolsou US$ 600 milhões para erguer uma nova unidade em Sorocaba, inaugurada em agosto, de onde sairá o modelo Etios.

"A localização da fábrica em Sorocaba é importante por causa da proximidade de São Paulo, de Indaiatuba, onde está a planta do Corolla e de São Bernardo do Campo (onde está outra unidade da empresa)", diz o gerente de Assuntos Governamentais da Toyota do Brasil, Roberto Braun. / M.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.