finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Proximidade editorial

Como chamar a atenção de presidentes de empresas por meio de uma propaganda? Esse foi o desafio da Agência Africa para criar uma campanha para o Itaú BBA, banco que assessora companhias em tomada de decisões, como uma aquisição ou em um grande investimento.

O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2012 | 03h06

A ideia foi usar imagens com traços que fossem familiares a esse público-alvo. Foram, então, escalados ilustradores do New York Times, Le Monde, The Washington Post e da revista The Economist. A intenção é distanciar a campanha do visual da publicidade e aproximá-la do editorial dos veículos que falam com consumidor preferido da instituição financeira.

Inicialmente, a campanha estreou só com anúncios impressos em jornais, revistas ou em sites. Mas a ideia cresceu e os filmes foram transformados em animações para patrocinar programas de economia e negócios em canais como Bloomberg TV e CNN. / L.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.