Próximo banco a ser privatizado deve ser o Estado do Ceará

O diretor de fiscalização e desestatização do BC, Gustavo Mattos do Vale, disse que o banco do Estado do Ceará (BEC) deve ser a próxima instituição financeira estadual a ser privatizada. Segundo ele, "no limite", o leilão poderia ainda ser feito no final do primeiro semestre, mas o mais provável é que ocorra em agosto. Segundo ele, porque são necessários de quatro a cinco meses para todo o processo de avaliação do banco. Ao ser perguntado porque o BEC deve ser o próximo, em detrimento do Banco do Estado do Piauí (BEP) e do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc), Vale disse que não se consegue levar um banco à privatização sem o acordo de todas as partes. "A negociação com o Ceará está mais avançada", afirmou. De acordo com o diretor do BC há "alguma chance de que o BEP e o Besc ainda sejam vendidos neste ano".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.