PSDB aprova redução da Selic mas critica falta do viés

Banco Central decide cortar taxa básica de juros para 12,75%, o maior corte em cinco anos

Cida Fontes, da Agência Estado

21 de janeiro de 2009 | 19h06

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), aprovou a redução da taxa de juros Selic em 1 ponto porcentual, mas entende que, ao não estabelecer o viés, o Banco Central dá sinal de que "não está firme na decisão de baixar os juros e agiu sob pressão dos fatos". "O BC precisa ser mais claro", completou. Segundo ele, é preciso agora analisar os votos do Copom.     O Banco Central reavaliou os rumos de sua política monetária, em meio à crise financeira internacional e à expectativa de desaquecimento mais forte da economia global, e decidiu cortar a taxa básica de juros do País. O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, que se reuniu ontem e hoje, reduziu a taxa Selic em 1 ponto porcentual, para 12,75% ao ano.

Tudo o que sabemos sobre:
CopomjurosPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.