PSDB quer convocar Mantega para explicar atraso do IR

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse hoje que tentará convocar o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e convidar o secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, para dar explicações, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), sobre o atraso do governo em pagar a restituição do Imposto de Renda de pessoas físicas. O senador tucano deve protocolar o requerimento ainda hoje. A próxima reunião da CAE será na próxima terça-feira.

CAROL PIRES, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 18h10

"O governo rompe um pacto com a classe média, que fez suas compras projetando que ia receber e agora tem uma vaga promessa de, quem sabe, no primeiro trimestre do ano que vem", disse o senador. "Isto vai no bolso da classe média, vai atrapalhar o consumo, o crescimento econômico e o ritmo de investimentos. É uma ilegitimidade brutal", continuou.

Virgílio definiu como "esfarrapada" a explicação do ministro Mantega de que liberação dos lotes de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2009 - ano calendário 2008 - depende da arrecadação de tributos a cada mês. "É a desculpa mais esfarrapada de todas. Um governo, quando é responsável, adapta sua estrutura de gastos a sua receita prevista. Estamos alertando há anos que o governo planta uma bomba de efeito retardado porque não corta gastos", disse o senador. Indagado por um jornalista se o atraso na restituição poderia ser considerado um calote, respondeu: "É um calotezinho, sim. Porque eu tenho algo a receber e o governo não me paga".

Tudo o que sabemos sobre:
IRrestituiçãoSenadoGuido Mantega

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.