PT diz que leilão da Cesp é 'agenda derrotada'

O Diretório Nacional do PT aprovou ontem à noite por unanimidade uma resolução contra a privatização da Companhia Energética de São Paulo (Cesp), cujo leilão está marcado para amanhã na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). No texto da resolução, o PT afirma que a venda da estatal, promovida pelo governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), representa a "agenda derrotada em 2002 e 2006, que tanto mal trouxe à nação, pilhando o patrimônio público em beneficio de grupos privados internacionais".O Diretório Nacional do PT afirmou apoiar a gestão da bancada petista da Assembléia Legislativa de São Paulo e orientou ainda a bancada federal "a respaldar, junto ao governo Lula, para que não renove a concessão das usinas hidrelétricas da Cesp, preservando assim o interesse público conforme legislação em vigor". A resolução foi sugerida por Markus Sokol, que integra o Diretório Nacional e é dirigente da corrente interna petista "O Trabalho".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.