Publicidade gerou receita de R$ 9,4 bi no País em 2009

As empresas de publicidade e promoção geraram receita de R$ 9,46 bilhões em 2009. O dado foi divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em sua Pesquisa de Serviços de Publicidade e Promoção, que ouviu 1.642 empresas com 10 ou mais pessoas.

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

18 de novembro de 2011 | 10h03

Três tipos de produtos e serviços foram responsáveis por quase a metade da receita de serviços do setor naquele ano (44,9% do total). Na primeira posição está comissão, fee ou bonificação sobre veiculação de publicidade na televisão, que movimentou R$ 1,81 bilhão, ou 19,2% do total. Em seguida aparecem organização, produção e promoção de eventos, que gerou R$ 1,72 bilhão ou 18,2% do total; e promoção de vendas, publicidade no ponto de venda e demonstração de produto, com R$ 709,8 milhões, e fatia de 7,5%.

Em 2009, as agências publicitárias obtiveram 83,9% de suas receitas com campanhas para o setor privado, totalizando R$ 4,178 bilhões, sendo 56,5% para empresas nacionais (R$ 2,814 bilhões) e 27,4% para multinacionais (R$ 1,363 bilhões).

Segundo o levantamento do IBGE, as campanhas de governos, incluindo empresas estatais, representaram 13,7% da receita total daquele ano (R$ 680 milhões), e as campanhas de publicidade legal e campanhas políticas representaram 2,4% dos ganhos (R$ 116 milhões).

O IBGE informou ainda que os serviços prestados pelas agências de publicidade foram direcionados principalmente para a indústria. Somente o setor industrial respondeu por 32,7% da receita (R$ 1,480 bilhão), seguida do comércio varejista, com 16,1% (R$ 727 milhões), e de governos (exceto empresas estatais), com 13,0% (R$ 590 milhões). Os serviços financeiros (R$ 442 milhões) e de telecomunicações (R$ 399 milhões) responderam por 9,8% e 8,8% do total, respectivamente.

Tipo de empresas

As agências de publicidade concentraram mais da metade da receita gerada por serviços no setor em 2009. Segundo o IBGE, as companhias deste tipo movimentaram R$ 4,97 bilhões naquele ano, 52,6% do total. A pesquisa identificou 626 agências de publicidade naquele ano.

Já as agências de promoções de eventos estão em segundo lugar em geração de receita, com R$ 2,42 bilhões e participação de 25,6% do total, seguida por empresas de promoção de vendas ou fulfillment (panfletagem, entrega de brindes etc.), com receita de R$ 816 milhões e 8,6% de participação.

O levantamento mostrou ainda que a televisão foi o veículo de comunicação mais representativo na composição da receita de comissão, fee ou bonificação sobre veiculação de publicidade. Neste segmento, que movimentou R$ 3,23 bilhões em 2009, somente a TV respondeu por 56,1% da receita total. Este tipo de receita também representou 65% do total da receita gerada por agências de publicidade em 2009.

Na análise por porte, empresas de publicidade com mais de 100 empregados foram responsáveis por mais de um terço (36,8%) da geração de receita do setor. As empresas com 50 a 99 trabalhadores tiveram 18,1% do total da receita. Já as empresas de menor porte, que empregam até 29 pessoas, responderam por 31,1% da receita total.

Tudo o que sabemos sobre:
publicidadeIBGEreceita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.