Putin critica política de energia da União Europeia

O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2012 | 02h06

Em reunião ontem em Bruxelas com líderes europeus, o presidente da Rússia, Vladimir Putin (foto), considerou "discriminatória" a nova política de energia do bloco para a gigante russa do gás natural, a Gazprom. A União Europeia (UE) alertou a Rússia de que a Gazprom precisará permitir que outras produtoras de gás possam usar o gasoduto South Stream.

A Rússia considera o South Stream como chave para sua estratégia de fortalecer o fornecimento de energia à Europa, seu mercado mais importante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.