Putin pede ação para reforma do FMI

As principais economias mundiais devem agir para reformar o Fundo Monetário Internacional (FMI) com o objetivo de refletir as mudanças no poder econômico, afirmou o presidente russo, Vladimir Putin, nesta quinta-feira.

REUTERS

21 de junho de 2012 | 08h42

"Precisamos passar de declarações para uma reforma real do Fundo Monetário Internacional e outras instituições financeiras que reflita a distribuição real das forças econômicas", disse Putin em um fórum financeiro.

O líder russo falou depois de retornar de uma cúpula do G20 em que os países dos Brics --Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul-- comprometeram 75 bilhões de dólares ao FMI em troca de promessas para um maior poder de voto.

(Reportagem de Douglas Busvine)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRORUSSIAPUTIN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.