Puxada por Vale, Bovespa sobe e encosta nos 58 mil pontos

Ação ON da mineradora subiu 1,92% e a PNA, 1,44%, após o anúncio de crescimento na produção de minério de ferro; com isso, Bolsa terminou em alta de quase 1%

Claudia Violante, Agência Estado

24 de julho de 2014 | 17h51

Os dados positivos de produção da Vale e do PMI chinês proporcionaram ganhos robustos para a ação da mineradora e seu comportamento se refletiu no Ibovespa. Assim, a realização de lucros pós-Ibope limitou-se à sessão de ontem. Petrobrás, que operou grande parte do dia em baixa, se recuperou à tarde e contribuiu para o índice voltar a encostar nos 58 mil pontos. 

O Ibovespa terminou o dia em alta de 0,97%, aos 57.977,56 pontos. Na mínima, registrou 57.357 pontos (-0,11%) e, na máxima, 58.122 pontos (+1,22%). No mês, acumula ganhos de 9,05% e, no ano, de 12,56%. O giro financeiro totalizou R$ 6,295 bilhões. 

Na China, o HSBC divulgou na China que o índice dos gerentes de compras (PMI) industrial do país subiu de 50,7 em junho para 52,0 em julho, alcançando o maior nível em um ano e meio. 

Aqui, a Vale anunciou produção de minério de ferro de 79,448 milhões de toneladas no segundo trimestre, alta de 12,6% ante igual período de 2013, para o melhor desempenho para minério de ferro para um segundo trimestre. 

Por fim, o Goldman Sachs elevou o preço-alvo dos ADRs da mineradora. Assim, a ação ON subiu 1,92% e a PNA, 1,44%. No setor siderúrgico, CSN ON avançou 0,88%, Gerdau registrou alta de 3,25%, enquanto Metalúrgica Gerdau PN teve valorização de 2,69%. Usiminas PNA caiu 2,24% e ON, 1,52%, após lucro líquido menor do que as projeções dos analistas. 

Petrobrás, que pela manhã caía, melhorou à tarde em meio a um firme fluxo do investidor estrangeiro. Petrobrás PN terminou com 0,25% de alta. A ação ON fechou estável. 

O setor financeiro também se destacou na sessão, sustentado por um otimismo do mercado em geral e também beneficiados pela certeza - a ata do Copom deste mês foi explícita em dizer que os juros não caem em setembro, como apostava o mercado - e isso ajudou a puxar os preços desses papéis, comentaram alguns profissionais. 

Bradesco PN avançou 1,31%, Itaú Unibanco PN, 1,47%, BB ON, 1,02%, e Santander unit, 1,72%. 

Nos EUA, as bolsas oscilaram a maior parte do dia em baixa, apesar do número melhor do que o previsto para os pedidos de auxílio-desemprego. Os balanços mistos tiveram maior influência sobre os índices acionários, daí a oscilação em torno da estabilidade todo o dia. No final, o Dow Jones terminou em -0,02%, aos 17.083,80 pontos, o S&P subiu 0,05%, aos 1.987,96 pontos, e o Nasdaq recuou 0,04%, aos 4.472,11 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.