QE2 alimentou expectativa de inflação, diz Bullard, do FED

Por esse programa de afrouxamento quantitativo da política monetária, conhecido como QE2, o Fed comprou US$ 600 bilhões em títulos do Tesouro dos EUA

Renato Martins, da Agência Estado,

30 de junho de 2011 | 13h43

O presidente do Federal Reserve Bank de St. Louis, James Bullard, disse que o segundo programa de afrouxamento quantitativo da política monetária do Fed, iniciado em novembro passado e concluído nesta quinta-feira, fez crescerem as expectativas de inflação. Por esse programa, conhecido como QE2, o Fed comprou US$ 600 bilhões em títulos do Tesouro dos EUA.

"Vimos uma expectativa de inflação mais elevada em reação ao QE2", afirmou Bullard durante uma conferência sobre afrouxamento monetário promovida pelo Fed de St. Louis. Normalmente, dirigentes do Fed apontam para a possibilidade de elevação das taxas de juro para conter expectativas de inflação, mas Bullard não chegou a falar sobre o futuro da política monetária.

"Essa experiência com o QE2 mostra que a política monetária pode ser afrouxada agressivamente mesmo quando a taxa dos Fed Funds está próxima de zero", disse Bullard. No sistema de rodízio entre os presidentes dos distritos regionais do Fed, Bullard, que é conhecido como um dos "falcões" que priorizam o combate à inflação, não tem direito a voto nas reuniões de política monetária do Fed neste ano, nem no próximo.

Segundo o presidente do Fed de St. Louis, levará de seis meses a um ano para que o impacto da QE2 seja sentido na economia real.

Bullard também disse que uma das evidências do sucesso do afrouxamento quantitativo é o fato de ter se ampliado o spread de juros entre os títulos do Tesouro indexados à inflação (Tips) e as T-notes tradicionais. Segundo ele, antes da adoção do QE2, esse spread estava se reduzindo, o que indicava uma ameaça de deflação. "O efeito da QE2 foi tão clássico quanto podia ser", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.