Fernand Khnopff/EFE
Fernand Khnopff/EFE

coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Quadro ‘Crianças na Praia’ é vendido por US$ 3,5 milhões na Europa

Em meio à crise europeia, obra foi leiloada com preço recorde em Londres

AGÊNCIA EFE,

23 de maio de 2013 | 18h30

Um colecionador anônimo pagou US$ 3,5 milhões, em um leilão em Londres, pela pintura 'Crianças na Praia', do pintor espanhol Joaquín Sorolla.

O quadro atingiu o preço mais alto entre as pinturas européias do século 19.

A diretora da casa de leilões Sotheby's, Consuelo Luca de Tena, ficou surpresa com o preço final da pintura em função da forte crise econômica que a Europa vive. Segundo ela, o valor foi uma exceção comparado aos últimos leilões.

A obra foi produzida por Sorolla em 1916, e estava em posse da família do pintor. O quadro foi inspirado nas praias de Valência, na Espanha. Segundo especialistas, representa o ponto mais alto da carreira do artista.

Foi a primeira vez que a obra entrou no circuito dos leilões. O preço inicial para venda era de US$ 2,3 milhões, mas o resultado superou todas as expectativas.

As inúmeras ligações de interessados e os lances no leilão não foram suficientes para bater outro recorde do mesmo artista. Em novembro do ano passado, a obra 'Pescadores Valencianos' (1895) foi vendida por US$ 4,8 milhões.

Outros dois quadros de Sorolla foram destaques no leilão realizado nesta quinta-feira, 23. 'Na praia' alcançou quase US$ 500 mil e 'No Rio', US$ 65 mil. A Sotheby's comercializou também ''Oficina de Crianças', do pintor finlandês, Albert Edelfelt, e 'Ida em interior com piano', do dinamarquês Vilhelm Hammershoi.

Tudo o que sabemos sobre:
quadroleilãoeuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.