Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Quadro externo é positivo, diz Meirelles

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje, ao comentar a queda dos títulos da dívida brasileiros ontem, que "variações como essas são normais, mas a tendência de médio prazo continua sendo positiva". Analistas do mercado atribuíram a queda ontem à realização de lucros, mas alguns deles também chegaram a citar sinais de aumento da aversão ao risco devido aos indicadores negativos da economia dos EUA. Meirelles comentou que o cenário externo ainda é positivo para os mercados emergentes, mas observou que um agravamento da sirtuação econômica nos EUA e na Europa poderia aumentar a aversão ao risco. "Num primeiro momento, o que está acontecendo no mundo hoje é positivo para a América Latina, que oferece retornos mais elevados para os investidores", disse o presidente do BC. "Mas se esta recuperação lenta nos EUA se transformar num ´double deep´(duplo mergulho recessivo) ou deflação o risco poderá aumentar", afirmou. Meirelles, que participa hoje em Sevilha de uma reunião de dirigentes de bancos centrais do continente americano, disse que notou na abertura do evento uma crescente preocupação com a possibilidade de uma deflação nos EUA e também na Europa. Segundo ele, o Federal Reserve continua confiante, baseado em dois fatores proncipais: os ganhos de produtividade e a manutenção do vigor do mercado imobiliário americano, que ainda sustentariam o consumo. Ele salientou que, na Europa, o perigo de deflação também existe, embora seja menor. O presidente do BC observou que se houver uma deflação na economia americana, mas se o ritmo de atividade econômica for mantido, "isto poderia ser até positivo, pois com as taxas de juros do Fed muito baixas, o nosso papel ficaria até mais atraente". Meirelles fez questão de observar que a maior probabilidade para a América Latina é de um cenário positivo em relação à economia mundial, mas que o agravamento externo poderia gerar problemas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.