Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Qualcomm vira sócia da Tectoy

Empresas desenvolverão tecnologia para produtos de entretenimento

Marianna Aragão, O Estadao de S.Paulo

29 de fevereiro de 2008 | 00h00

Famosa por criar os videogames que foram sucesso na década passada no Brasil, a Tectoy surpreendeu o mercado na quarta-feira ao anunciar uma parceria com a Qualcomm, gigante americana que criou a tecnologia para celular CDMA (concorrente da GSM). O anúncio da associação fez as ações da companhia brasileira dispararem ontem na Bovespa, onde são negociadas no Novo Mercado.Segundo o presidente da Tectoy, Fernando Fischer, a Qualcomm entrou como acionista na Tec Toy of America, braço da companhia criado em agosto de 2007 em San Diego, California, para desenvolver uma nova tecnologia na área de entretenimento digital. ''''Eles serão um parceiro financeiro importante e fornecerão recursos na área de pesquisa e desenvolvimento que dispensa apresentações'''', diz Fischer, sem dar detalhes sobre o valor do investimento da companhia americana.A parceria da Qualcomm com a companhia que lançou o Mega Drive e o Master System ocorrerá apenas nesse novo projeto, totalmente desenvolvido nos Estados Unidos. O produto ainda não tem previsão de lançamento, mas será comercializado pela Tectoy no Brasil e no exterior. ''''A aquisição é estratégica no projeto de sermos uma empresa multinacional de entretenimento digital'''', diz Fischer, ex-executivo da Philips que chegou à empresa no ano passado. Ele afirma que a participação da norte-americana não afetará os resultados da empresa a curto prazo, já que a Qualcomm não colocou dinheiro no caixa da empresa, mas apenas entrou com ''''cérebros'''' e ''''capacidade de criar tecnologia''''.A associação casa com a proposta da Tectoy de revitalizar a marca. Nos últimos anos, a tradicional fabricante de brinquedos e videogames, que já vendeu mais de 5 milhões de consoles de jogos em vinte anos de atividades, investiu em outros produtos, como aparelhos de DVD e receptores de TV digital. Como parte do esforço para arrumar a casa, a empresa fez dois aumentos de capital em 2007, levantando R$ 48,6 milhões, mudou a identidade visual e o nome (antes Tec Toy).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.