Quase 25% dos postos estão sem combustível na França

Problemas de abastecimento se devem a um bloqueio nos depósitos do produto realizado por trabalhadores contrários à reforma da previdência

Gabriel Bueno,

20 de outubro de 2010 | 15h21

Quase um quarto dos postos de combustível da França estão sem o produto nesta quarta-feira, 20, por causa de um bloqueio nos depósitos do produto realizado por trabalhadores contrários à reforma da previdência, informou o ministro da Ecologia e da Energia, Jean-Louis Borloo.

"Dos precisamente 12.311 postos de gasolina (do país), 3.190 informaram que eles estão vazios no momento e esperando reabastecimento", disse Borloo na tarde desta quarta-feira, falando na Assembleia Nacional.

Outros 1.700 postos estão com falta de um combustível, ou gasolina ou diesel, acrescentou o ministro. "É mais ou menos parecido com a situação de ontem, não nas mesmas localidades porque essas mudaram", explicou ele.

Na terça-feira, Borloo disse que quase 4 mil postos estão esperando novos suprimentos. Os trabalhadores se opõem à reforma previdenciária defendida pelo governo do presidente Nicolas Sarkozy. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Françacrisepostosgasolina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.