Quatro tendências internacionais de crescimento

Mark Spelman, o líder global da área de Estratégia da Accenture, falará, durante o World Economic Forum, sobre o impacto de quatro tendências mundiais: a pressão por recursos naturais, o crescimento dos mercados emergentes, a explosão e convergência de novas tecnologias (como a computação em nuvem) e o envelhecimento da população.

,

27 de abril de 2011 | 00h34

Segundo Spelman, o Brasil não enfrenta o fenômeno do envelhecimento, mas existe no País uma inadequação de formação de pessoal que precisa ser endereçada. Quanto aos recursos naturais, a tendência de longo prazo para as commodities é de alta. O consultor apontou, no entanto, que, em energia, também é importante pensar na demanda, tornando o perfil de consumo mais sustentado. Em mercados emergentes, o foco deve ir além da Índia e da China. "Existe uma segunda camada importante, como Indonésia ou África do Sul, e o Brasil poderia aproveitar a proximidade que tem com a África."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.