Queda da balança é reflexo de ritmo maior de importação

O superávit na balança comercial brasileira no acumulado deste ano, no período de janeiro até a quarta semana de abril (dias 21 a 25), teve queda de 66,5%, pelo critério de média diária por dia útil, que ficou em US$ 52,8 bilhões, ante US$ 157,7 bilhões em igual período de 2007. Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a queda é reflexo do ritmo bem mais forte de crescimento das importações em 2008 em comparação com as exportações. As compras de produtos do exterior tiveram alta de 43,5% na média diária no acumulado do ano, enquanto as vendas de bens produzidos no Brasil se expandiram à média diária de 12,9%.Na comparação entre abril de 2008 e o mesmo mês do ano passado, a queda no saldo foi de 64,5%, com as importações subindo 39,9% e as exportações 4,9%, pelo critério de média diária por dia útil.Os dados mostram que as importações tiveram uma recuperação ao longo do mês de abril. Na primeira semana, as compras de produtos do exterior tiveram uma média diária de US$ 448 milhões, subindo nas semanas seguintes até que, na semana passada, atingiram a média de US$ 712,1 milhões por dia útil. Com a expansão das importações ao longo do mês, o resultado semanal da balança comercial saiu de um superávit de US$ 842 milhões na primeira semana de abril para um déficit de US$ 88 milhões na semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.