Queda das bolsas mantém dólar acima de R$1,80

O dólar, que operou grande parte dodia abaixo de 1,80 real, fechou em alta nesta quinta-feira coma piora das bolsas no Brasil e nos Estados Unidos. A moeda norte-americana fechou em alta de 0,11 por cento, a1,807 real. Na mínima do dia o dólar chegou a ser negociado a1,785 real no pregão à vista da Bolsa de Mercadorias e Futuros(BM&F), o menor valor desde agosto de 2000. A queda do dólar era favorecida pela grande entrada dedivisas e pela cenário externo. "As principais moedas do mundo estão se valorizando frenteao dólar... o pessoal foge dos EUA e vem para o Brasil atrás deinvestimentos em renda fixa e bolsa", disse Mario Battistel, daFair Corretora, estimando uma queda ainda maior da moedanorte-americana. Mas com uma virada na Bolsa de São Paulo, seguindo a quedaem Wall Street, o dólar reverteu o movimento na última hora denegócios. A alta foi também impulsionada pelo BC que realizouum leilão de compra no mercado à vista pelo quarto dia seguido. "Na verdade, o que contribuiu com certeza foi o leilão, maso que acentuou (a alta do dólar) foi a queda das bolsas", disseCarlos Alberto Postigo da Action Corretora de Câmbio. Ele aindaacrescentou que a queda da Bolsa foi "sem motivo especial,apenas acompanhou lá fora". Para Gustavo Cunha do Rabobank o mercado de câmbio apenasreagiu à queda da bolsa e "está subindo de forma normal, bemtranquilo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.