Queda das exportações para Argentina foi 49,1% do total

A queda das exportações para a Argentina no primeiro semestre deste ano representou 49,1% da redução total das vendas externas brasileiras. As vendas para a Argentina caíram 66,2% em comparação com janeiro/junho de 2001. As exportações nos seis primeiros meses do ano tiveram uma queda de 6,6% no índice de preços e de 7,3% em volume, comparando-se ao mesmo período de 2001.Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o resultado está sendo afetado negativamente pela retração das cotações internacionais. Os setores mais afetados pela queda de preços foram o de semimanufaturados (-10,8%) e o de básicos, que caiu 7,2%. No entanto, os produtos básicos foram os que mais sofreram redução em termos de quantidade (-9,8%) em relação ao ano passado.Os manufaturados vêm em seguida, registrando queda de 8,3% no volume exportado em relação a 2001, em razão, principalmente da queda das vendas para a Argentina. As exportações de manufaturados para a Argentina caíram 68,4%, uma queda em termos de valores de R$ 1,8 bilhão no primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2001. Os manufaturados representam 85% das vendas totais para a Argentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.