Queda de bancos volta a pesar sobre bolsas européias

O principal índice de ações européiasfechou em baixa de 1,18 por cento nesta sexta-feira, revertendoa alta inicial após a queda dos papéis de bancos por conta deum comentário negativo do Goldman Sachs. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300terminou o dia a 1.164 pontos. A queda acumulada na semana foide 2,4 por cento. O Santander recuou 4,3 por cento, o Royal Bank of Scotlandcaiu 3,2 por cento e o BNP Paribas perdeu 2,8 por cento. A Bradford & Bingley despencou 18 por cento. A instituiçãobritânica de empréstimos anunciou que vai aumentar uma emissãopara 400 milhões de libras (794 milhões de dólares) depois queo investidor norte-americano TPG Capital desistiu de compraruma parte da empresa. "Virou quase 'politicamente incorreto' ter ações de bancosna carteira", disse Alain Bokobza, diretor de estratégia doSociété Générale, em Paris. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de1,16 por cento, a 5.412 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,28 por cento, para 6.272pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 1,8 por cento, para 4.266pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em queda de 1,61 porcento, a 22.046 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou perda de 1,79 porcento, a 11.765 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve desvalorização de 1,62 porcento, aos 8.553 pontos. (Reportagem de Blaise Robinson)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.