coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Queda de US$ 1 bilhão no superávit não preocupa, diz Furlan

A queda de cerca de US$ 1 bilhão do superávit comercial brasileiro nos seis primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2005, não preocupa a administração federal. A afirmação é do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, após visitar a Primeira Bienal Brasileira de Design, em São Paulo. "O Brasil não precisa de um superávit comercial anual de US$ 45 bilhões", declarou o ministro. "A perda de US$ 1 bilhão é, nestes seis meses, considerada tranqüilamente normal."Segundo Furlan, as expectativas do governo para este ano já consideravam um superávit comercial menor, provocado pelo maior peso das importações no fluxo de comércio do País. Furlan admitiu que setores como o calçadista, o automotivo e o moveleiro, vêm sofrendo queda de exportações por conta da valorização do real frente ao dólar. Com relação à condução da política monetária, o ministro não deu qualquer indicação de que sofrerá alguma mudança para reverter o ciclo de valorização do real.

Agencia Estado,

27 de junho de 2006 | 13h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.