Queda do dólar contribui para redução da dívida pública

Depois do aumento dos últimos meses, a dívida líquida do setor público (União, Estados, Municípios e Estatais) caiu para R$ 891,093 bilhões em setembro, o equivalente a 57,7% do PIB. Segundo dados divulgados pelo Banco Central, a dívida em agosto era de R$ 891,335 bilhões ( 58,3% do PIB). De acordo com o BC, contribuiu para essa queda a apreciação cambial ocorrida em setembro de 1,45%, que respondeu por uma redução de aproximadamente R$ 4,1 bilhões.Já o déficit nominal sem câmbio do setor público fechou o mês de setembro em R$ 3,674 bilhões. O valor é inferior aos R$ 8,196 bilhões de agosto, mas ainda supera os R$ 1,501 bilhão de setembro do ano passado. No período de janeiro a setembro, o déficit nominal do setor público está acumulado em R$ 56,798 bilhões (5,06% do PIB), contra os R$ 24,828 bilhões (2,59% do PIB) de igual período do ano passado. Os dados do BC apontam que as despesas com juros nominais do setor público corresponderam a R$ 11,458 bilhões em setembro. O valor inferior aos R$ 13,160 bilhões de agosto, e também ficou abaixo dos R$ 11,759 bilhões de setembro do ano passado. No período de janeiro a setembro, os gastos estão acumulados em R$ 113,875 bilhões (10,14% do PIB), contra os R$ 72,448 bilhões (7,57% do PIB) de igual período de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.