bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Queda do juro ao consumidor não acompanha a da Selic

A taxa média de juros para pessoa física caiu 0,04 ponto porcentual no último mês de julho, de 7,56% ao mês em junho, para 7,52% ao mês em julho, segundo pesquisa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). A redução é pequena considerando-se a diminuição, em julho, de meio ponto porcentual na taxa básica de juros, a Selic. Ao ano, esta queda representa uma diferença de 139,78% em junho, para 138,71% em julho. Vale lembrar ainda que a Selic está atualmente em 14,75% ao ano. Segundo a pesquisa, as operações de crédito apresentaram comportamentos distintos. Das seis linhas de crédito para pessoa física analisadas, o cartão de crédito ficou estável, os juros do comércio apresentaram elevação e o cheque especial, o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) e os empréstimos pessoais de bancos e financeiras sofreram redução de suas respectivas taxas de juros.Nas operações de crédito para pessoa jurídica, o levantamento da Anefac registrou redução de 0,01 ponto percentual, passando de 4,34% ao mês em junho para 4,33% ao mês em julho. Para o cálculo anual, a diferença ficou de 66,50% ao ano em junho para 66,31% ao ano em julho.Foram pesquisadas quatro linhas de crédito para pessoa jurídica, das quais capital de giro manteve-se estável, desconto de duplicatas apresentou elevação e desconto de cheques e conta garantida sofreram redução de suas respectivas taxas de juros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.