"Queda dos juros não é Fórmula 1", diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que os juros vão continuar caindo, mas não de forma abrupta, e destacou que os efeitos das últimas quedas demoram a aparecer na economia. "Queda dos juros não é um carro, não estamos na Fórmula 1". O presidente relembrou o que disse na época da posse, de que faria primeiro as coisas necessárias e depois as possíveis. "As coisas têm prazo para ir acontecendo. A taxa de juros vai continuar caindo. A economia do Brasil vai continuar a crescer. Mas, quando tomamos determinadas medidas, elas não se refletem no dia seguinte. Quisera Deus que fosse assim", afirmou.Lula destacou que de junho até agora o governo anunciou mais de R$ 4 bilhões para o microcrédito, fez acordos para financiamento de eletrodomésticos e que levará alguns meses para esse dinheiro entrar em circulação. "A economia brasileira entrou em uma rota de crescimento, que não retrocederá mais", afirmou. "A coisa tem que ser feita com muita tranquilidade".O presidente disse ainda acreditar que o desemprego recorde pelo segundo mês seguido será revertido até o final do ano. "Estamos entrando em uma época em que cresce o emprego, cresce o comércio, cresce o consumo em todos os países. E, no Brasil, não será diferente. Estamos em um trimestre em que vamos colher o que plantamos há oito meses. O que precisamos é não ficarmos nervosos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.