Queda inesperada na produção industrial da zona do euro afeta esperança de recuperação

A produção industrial da zona do euro contraiu inesperadamente em junho, afetando as esperanças de recuperação mais forte conforme a região sente o efeito de conflitos na Ucrânia, Iraque e Gaza.

MARTIN SANTA, REUTERS

13 de agosto de 2014 | 08h18

A produção industrial recuou 0,3 por cento em junho ante o mês anterior após queda de 1,1 por cento em maio, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, em comparação com expectativas do mercado de alta de 0,3 por cento.

A produção ficou estável na comparação com um ano atrás, após subir 0,6 por cento em maio em dado revisado para cima. Economistas consultados pela Reuters esperavam aumento anual de 0,1 por cento em junho. A leitura anual foi a mais baixa desde agosto de 2013.

"Esse é um número bastante decepcionante após a contração já forte em maio", disse o economista chefe de zona do euro do ING Peter Vanden Houte.

A queda mensal foi provocada principalmente pelo recuo de 1,9 por cento na produção de bens de consumo não-duráveis pelo segundo mês seguido, além da queda de 0,7 por cento em produção de energia, que havia subido nos três meses anteriores.

A região tem mostrado dificuldade para se recuperar um ano depois de sair da recessão. A Eurostat publicará uma estimativa preliminar do crescimento econômico no segundo trimestre na quinta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUROPRODUCAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.