Queda nas ações da Apple intriga mercado

As ações da Apple, que se mantiveram na faixa dos US$ 700 no último ano e deram à companhia o título de mais valiosa em alguns momentos, estão agora em queda. Ontem, o papel fechou o pregão cotado a US$ 390,53, o que faz a perda acumulada desde setembro passar de 44%.

O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2013 | 02h09

Ninguém sabe ao certo a razão para essa baixa. Segundo o New York Times, analistas estão tentando entender o porquê. "Sim, a Apple está recuando, assim como ocorre inevitavelmente com outras companhias. Mas a Apple continua a ser enormemente lucrativa e motivo de inveja de empresas no mundo todo", diz o jornal. A percepção dos investidores de que existe algo a ser feito, no entanto, parece superar a inquestionável boa imagem da companhia.

O articulista Cody Willard, do site MarketWatch, pergunta onde estão as filas para comprar "o produto mais revolucionário de todos os tempos". "Nós precisamos de um novo produto. O iWatch (relógio que se supõe estar em desenvolvimento pela Apple) poderia ser esse produto", diz. Mas ele afirma não estar seguro de que a Apple vá mesmo entrar nesse mercado no curto prazo. / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.