Queda nas vendas derruba lucro da Rhodia no semestre

A queda no desempenho em todas as suas operações levou a empresa francesa de produtos químicos Rhodia a registrar quedas no faturamento e no lucro durante o primeiro semestre. Segundo a companhia, as maiores perdas foram registradas no segmento de produtos voltados ao consumo, no qual a receita caiu a uma taxa de dois dígitos em relação ao mesmo período do ano passado.Assim, de janeiro a junho, a Rhodia obteve lucro líquido de 6 milhões de euros (US$ 5,95 milhões), o que representa queda de 67% em relação aos 18 milhões de euros registrados no mesmo período do ano passado, de acordo com as normas contábeis francesas.O lucro operacional caiu para 194 milhões de euros (US$ 192,4 milhões), 10% a menos do que os 215 milhões de euros obtidos no ano passado. O faturamento no semestre foi de 3,49 bilhões de euros (US$ 3,46 bilhões), 10,7% a menos do que os 3,91 bilhões de euros faturados há um ano.Com relação ao restante do ano, a empresa afirmou que já percebe sinais de recuperação no mercado de químicos, mas a perspectiva de alta dos preços das matérias-primas durante o terceiro trimestre deverá prejudicar os lucros, fato que já ocorreu no passado.Mas a empresa disse acreditar que poderá superar a meta de obter 500 milhões de euros (US$ 495,9 milhões) com desinvestimentos, o que a levaria a reduzir a sua dívida para cerca de 2 bilhões de euros (US$ 1,98 bilhões) até dezembro.Segundo a companhia, 80% desta meta já foi alcançada. Durante o primeiro semestre, a dívida caiu 7%, para 2,4 bilhões de euros (US$ 2,38 bilhões), ante os 2,58 bilhões de euros registrados em 31 de dezembro do ano passado.A Rhodia divulgou ainda os resultados do semestre de acordo com as normas contábeis dos Estados Unidos (GAAP), em que o lucro líquido da empresa alcançou 31 milhões de euros (US$ 30,7 milhões), ante os 18 milhões de euros registrados no mesmo período do ano passado.

Agencia Estado,

25 de julho de 2002 | 08h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.