Queda no preço do álcool deve chegar ao consumidor em maio

A queda no preço do álcool nas usinas deve chegar ao consumidor apenas em maio, informou o porta-voz do Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicon), Alísio Vaz. Segundo ele, a maior parte das grandes distribuidoras já tinham comprado estoques para todo o mês de abril, quando os preços começaram a cair.A queda foi ocasionada pela entrada em produção da safra da cana-de-açúcar na região Centro-Sul. A queda no preço do álcool anidro, que é adicionado à gasolina na proporção de 20% para um litro, caiu apenas 0,3% neste início de safra e a redução para o consumidor deve ser insignificante.Mas o álcool hidratado, que vai direto ao tanque do veículo, registrou queda de 3,53% no preço negociado pelas usinas, segundo apurou o Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepea) da Esalq. A previsão, segundo Vaz, é de que uma queda mais substancial só venha ocorrer no preço para o consumidor, tanto de álcool, como de gasolina, em junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.