Queda no saldo da balança já reduz fluxo cambial

Em novembro, a entrada de dólares foi de US$ 5,281 bi. No mesmo mês do ano passado, estava em US$ 5,5 bi

Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

05 de dezembro de 2007 | 12h53

O fluxo cambial no mês de novembro ficou positivo em US$ 5,281 bilhões. Conforme dados divulgados nesta quarta-feira pelo Banco Central, o valor foi gerado pela entrada de US$ 7,304 bilhões referente ao saldo da balança comercial e a participação negativa de US$ 2,023 bilhão no resultado financeiro. Em novembro de 2006, o fluxo ficou positivo em US$ 5,5 bilhões. Veja também: Balança comercial tem o menor saldo desde abril de 2004 No mês passado, o fluxo comercial teve exportações de US$ 17,232 bilhões e importações de US$ 9,927 bilhões. No fluxo financeiro, o resultado foi determinado pelas compras de US$ 32,308 bilhões e vendas que somaram US$ 34,331 bilhões. No ano, o acumulado do fluxo cambial está positivo em US$ 82,057 bilhões, resultado gerado pela contribuição da conta comercial de US$ 73,470 bilhões e a participação positiva das contas financeiras de US$ 8,587 bilhões. Em 2006, o fluxo cambial estava positivo em US$ 40,733 bilhões. Bancos apostam em alta do dólar Os bancos aumentaram a posição comprada (que aposta na alta do dólar) no mercado cambial em novembro. Conforme os dados do BC, as instituições financeiras terminaram o mês com posição que somava US$ 3,804 bilhões. O valor é 28,12% maior que o registrado em outubro, quando os bancos terminaram o mês comprados em US$ 2,969 bilhões. Em novembro de 2006, as instituições estava compradas em US$ 4,314 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Balança comercialFluxo cambial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.