bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Imagem Renato Cruz
Colunista
Renato Cruz
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Quem é Satoshi Nakamoto?

Muitos achavam que era um pseudônimo. Outros, que se tratava de grupo de pessoas, e não de um programador sozinho. Na semana passada, a Newsweek anunciou na sua capa ter descoberto a identidade do criador da moeda virtual bitcoin: um engenheiro japonês de 65 anos, que vive Temple City, na Califórnia, e realmente se chama Satoshi Nakamoto.

RENATO CRUZ, O Estado de S.Paulo

09 de março de 2014 | 02h07

Ou será que não? Depois de ser perseguido por repórteres, Dorian Prentice Satoshi Nakamoto negou ter qualquer coisa a ver com as bitcoins. Em entrevista à agência de notícias AP, ele chegou a chamar as moedas virtuais de "bitcom" em alguns momentos, ou a se referir a elas como uma empresa, e não com um sistema de pagamentos descentralizado e aberto.

A reportagem da Newsweek, que levou dois meses para ser feita, ouviu parentes de Dorian S. Nakamoto, o engenheiro apontado como pai das bitcoins, e pessoas que tiveram contato (apenas por escrito) com Satoshi Nakamoto, o criador da moeda em 2009.

Nenhum desses entrevistados conseguiu dizer se os dois são a mesma pessoa. Além da apuração de pontos em comum nos perfis dos dois, que envolveu até analistas forenses, a confirmação da identidade veio de uma declaração do próprio Dorian Nakamoto: "Não estou mais envolvido com isso e não posso falar a respeito".

Em sua entrevista à AP, Nakamoto disse que a frase não se referia às bitcoins, mas a seu trabalho de engenharia, que incluiu projetos secretos para o Departamento de Defesa dos EUA: "O que eu quis dizer é que não sou mais um engenheiro". Depois disso, a Newsweek reiterou as informações da reportagem de capa da edição que marcou sua volta às bancas. Desde o fim de 2012, ela existia somente na versão digital.

Aficionados por bitcoins criticaram a reportagem. Um dos grandes trunfos da moeda digital é o anonimato. Cada transação com bitcoins é conhecida por toda a rede, mas as carteiras virtuais são anônimas. Revelar a vida privada de alguém, como aconteceu com Dorian Nakamoto, foi considerado ultrajante por essa comunidade.

Até porque o verdadeiro Satoshi Nakamoto tem uma fortuna em bitcoins estimada em US$ 400 milhões e, como a reportagem sobre Dorian Nakamoto traz até uma foto de sua casa, haveria risco à sua integridade física.

Em seu blog na Reuters, Felix Salomon apontou que, pelo que foi publicado até agora, não há como saber se realmente Dorian Nakamoto e Satoshi Nakamoto são a mesma pessoa.

Há pelo menos duas inconsistências importantes nessa história toda. Dorian Nakamoto mora numa casa pequena com a mãe e sua família precisa de dinheiro; Satoshi Nakamoto é multimilionário em bitcoins. O inglês de Dorian Nakamoto não é muito bom; Satoshi Nakamoto é bem fluente em suas comunicações por escrito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.