Quem economizar energia poderá ter descontos

O ministro de Minas e Energia, José Jorge, informou ontem que o governo federal poderá aumentar a tarifa de energia elétrica dos consumidores que não economizarem eletricidade. Por sua vez, os clientes que reduzirem os gastos de luz elétrica teriam benefícios, como por exemplo, um desconto na conta mensal. Essas medidas extremas, segundo o ministro, poderiam ser tomadas caso haja necessidade de conter o consumo desenfreado de energia no País."O racionamento não é inevitável!", disse no discurso para senadores que participaram, ontem à noite, de debate nas Comissões de Assunto Econômico (CAE), Infra-estrutura (CI) e Fiscalização e Controle (CFC)."Estamos preparados para efetuar ações de emergência, como por exemplo conceder descontos ou aumento de tarifas para restringir o consumo." José Jorge disse também que o governo não fará a privatização de Furnas Centrais Elétricas às pressas. Segundo o ministro, haverá uma ampla discussão com os setores interessados nesta questão. Ele previu que a estatal será transformada numa "corporação pública" e que Furnas será competitiva no mercado de geração de energia elétrica. Veja no link abaixo algumas dicas de como economizar energia elétrica na cartilha de Economia Doméstica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.