Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

‘Quem prestar melhor serviço vai levar', diz diretor do Banco Central sobre fintechs

João Manoel Pinho de Mello diz que resultado da introdução do PIX e do open banking será o aumento da eficiência e da concorrência entre as instituições financeiras

Fabrício de Castro, O Estado de S. Paulo

30 de agosto de 2020 | 05h00

BRASÍLIA - O diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, diz que resultado da introdução do PIX e do open banking será o aumento da eficiência e da concorrência entre as instituições financeiras. “Evidentemente, quem prestar melhores serviços a preços menores vai levar”. 

Por que o PIX e o open banking vão ser tão revolucionários para o sistema bancário?

O principal motor que levará a esta revolução é a eficiência, o custo baixo e a abertura de plataformas. O que o PIX faz é criar uma plataforma eficiente em que todos participam. A plataforma é atrativa do lado do usuário recebedor, por conta da liquidação em 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano. Do lado do pagador, o que estamos garantindo é uma série de funcionalidades tão conveniente quanto o que é oferecido por outros meios de pagamento, como dinheiro, boleto e cartões.

Significa mais concorrência?

Podemos esperar mais eficiência e mais concorrência. Evidentemente, quem prestar melhores serviços a preços menores vai levar.

Aparentemente, o PIX será um produto vantajoso para o lojista, que poderá receber o pagamento de forma imediata, ao contrário do que ocorre com o uso de cartões. Isso não será um golpe forte para a indústria de cartões?

A indústria de cartões, principalmente a partir de 2010, com a desverticalização e a quebra de relações exclusivas com bandeiras, sofreu uma revolução. Houve diminuição de custos para os lojistas e aumento da penetração dos cartões. Dos gastos dos consumidores pessoas físicas hoje, 40% são feitos por cartões de débito e crédito. É uma indústria bem sucedida. O PIX tem características que são vantajosas, mas acredito que a indústria de cartões seguirá tendo um papel importante. Pode ser que ela se transforme. O PIX, de fato, para o lado recebedor, é muito eficiente. Quem usar a plataforma do PIX vai pagar muito pouco e a liquidação ocorre na hora. Isso evita o custo com capital de giro e o estabelecimento fica menos suscetível. 

Em 5 de outubro começa o cadastramento das chaves do PIX (celular, e-mail ou CPF). O que vai impedir que outra pessoa possa usar o meu número de celular, por exemplo, para fazer ou receber transações?

Do ponto de vista de vulnerabilidade, o PIX não é diferente dos outros meios. É o mesmo tipo de validação da identidade que você tem para outros meios. Temos a confiança de que o PIX será tão ou mais seguro que os outros meios de pagamento. 

Tudo o que sabemos sobre:
Banco Central do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.